Identidade Corporativa: Como destacar a minha marca usando o poder do design

“Somos uma empresa dinâmica e organizada.”

“Somos mais fortes e eficazes que a nossa concorrência.”

“O nosso foco é o cliente.”

 

Estas são algumas frases que por vezes ouvimos de empresários, independentemente de se tratar de uma pequena, média ou grande empresa.

 

Sem dúvida, que uma imagem bem desenvolvida, forte e coerente, fará o seu negócio destacar-se no mercado, tanto da concorrência, como das outras marcas.
Contudo, é importante compreender a sua relação com o design e de que modo ele se relaciona direta e indiretamente.

 

O que é o design?

 

Não existe uma definição exata do que é o design.
Podemos encontrar sinais sobre o design desde a pré-história, mas o mesmo começou a ser entendido e aplicado de uma forma mais coerente e assertiva, desde a Revolução Industrial, sendo apontada como a época do seu surgimento.
Muitos afirmavam que Design é Arte, o que não está de todo errado. Segundo Munari, “(...) a arte e a estética são importantes e devem estar presentes nos objetos e produtos de design” (Munari, 2015).
Existiram ao longo dos anos, relações intrínsecas entre arte e design, no entanto, se tivéssemos de resumir design em poucas palavras, essas seriam, por exemplo: projeto, pessoas, função, problemas e soluções.

 

Podemos entender o design como um meio, para melhorar aspetos visuais e funcionais de um projeto ou produto, apresentando soluções para os problemas encontrados, de modo a atender às necessidades do consumidor.
Ao longo dos anos, uma aposta superior por parte das empresas incide, no design como ferramenta forte na conceção dos produtos, de modo a estes se destacarem no mercado, perante os seus concorrentes.

 

Se compreendemos que o design é um meio de conferir valor aos produtos, que nos permite ir à conquista de novos mercados, devemos então encarar a identidade corporativa da mesma forma?

 

Com o design, consolidou-se a ideia de que “a forma segue a função”, ou seja, tudo o que for bem projetado do ponto de vista funcional, acaba por exercer a função para o qual foi desenvolvido, permitindo-nos fidelizar os nossos clientes e atrair mais facilmente, novos potenciais clientes.

 

Mas afinal... Qual é a imagem que a sua empresa pretende transmitir para os seus clientes ou potenciais clientes?

 

Todas as empresas, atualmente, devem estar preparadas para verem a sua imagem comparada com a concorrência. O desenvolvimento da imagem corporativa de uma empresa, é muito mais do que um simples logótipo ou um bom slogan.
As empresas pretendem tanto a nível nacional, como internacional, posicionarem-se de forma positiva e relevante no mercado, desta forma, garantem que os seus clientes depositem confiança, tanto a nível organizacional, como nos produtos e serviços adquiridos.

 

Uma identidade corporativa desenvolvida de forma eficiente, obedece a uma série de etapas para garantir que num futuro próximo ela exerça a sua função na totalidade:

1. Análise e conhecimento do público-alvo ao qual queremos chegar;

2. Análise da concorrência direta e indireta;

3. Conhecer os produtos e/ou serviços;

4. Definição do conceito;

5. Desenvolvimento da imagem;

6. Aplicação da imagem aos diversos suportes necessários para a comunicação da empresa;

 

No que diz respeito ao processo criativo, este considera diversos aspetos no momento da criação da imagem da marca. Alguns deles passam pela definição da forma e cor, com o intuito de criar uma imagem única e com uma personalidade forte que reflita a filosofia da empresa.
A imagem desenvolvida também deve afirmar o seu posicionamento no mercado e os conceitos positivos, entre eles: a confiança, a seriedade, a segurança, a credibilidade, a inovação, entre outros.

 

O desenvolvimento de uma nova identidade corporativa não é apenas a criação de uma imagem nova, ela não deve descurar alguns pontos fundamentais e deve assentar em alguns alicerces da empresa, tais como:os anos de experiência, história, entre outros. Uma identidade consistente transmite-nos que a empresa é profissional, organizada e preocupada com a sua imagem, reforçando a sua experiência e missão em todos os aspetos.

 

quer continuar a ler?
faça o download do artigo completo.

Carina Mota

2019-05-16

Critec Logo
creative
agency
critec
Olá,
Em que posso ajudar?